Vida

O presépio das igrejas da Califórnia mostra Jesus, Maria e José como refugiados em jaulas

Refujesus

Uma igreja em Claremont, Califórnia, chamou a atenção por causa de um presépio retratando Jesus, Maria e José como refugiados em gaiolas separadas. A Igreja Metodista Unida de Claremont está usando o presépio para falar contra famílias sendo divididas à força na fronteira sul dos EUA, visando diretamente ao tratamento desumano da administração Trump.



'Pensamos na família de refugiados mais famosa do mundo, a família de Jesus', disse a Rev. Karen Clark Ristine ABC 7 da cena, que fica fora da igreja.



'A declaração teológica postada com o presépio: Em uma época em nosso país em que famílias de refugiados buscam asilo em nossas fronteiras e são separadas umas das outras a contragosto, consideramos a família de refugiados mais conhecida do mundo', acrescentou ela em um Postagem no Facebook .

Dentro da igreja, a família é reunida em um presépio separado e mais tradicional. “Imagine José e Maria separados na fronteira e Jesus com não mais que dois anos, tirado de sua mãe e colocado atrás das cercas de um centro de detenção da Patrulha da Fronteira, como mais de 5.500 crianças foram nos últimos três anos”, ela continuou.

Nos comentários da postagem, as pessoas expressaram seu apoio à declaração que a igreja está fazendo, enquanto outros a criticaram. 'Foi bom para mim ver que as pessoas queriam falar umas com as outras, embora discordassem', disse Ristine. 'Então, se isso despertar uma conversa, seria um bom objetivo.'



Leia as observações completas de Ristine acima.